Redução dos homicídios femininos não significa diminuição da violência doméstica

Na semana em que vários países do mundo celebram o Dia Internacional da Mulher, data histórica de luta pela igualdade, os dados publicados pelo Monitor da Violência, parceria entre o G1, o NEV-USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revelam que a violência permanece como um dos principais obstáculos ao empoderamento feminino e a efetiva igualdade entre homens e mulheres.