Bagaço de cana já gera quase 40% da energia elétrica consumida em Mato Grosso do Sul

Todas as 19 usinas sucroenergéticas de Mato Grosso do Sul produzem bioeletricidade a partir da queima do bagaço de cana-de-açúcar. Em 2019, 13 dessas indústrias exportaram o excedente dessa energia cogerada para o Sistema Interligado Nacional (SIN), disponibilizando entre os meses de janeiro e outubro, 2.262 GWh, de acordo com a Associação dos Produtores de Bioenergia (Biosul).