Prefeitura estrutura Plano de Ação para instituir Gabinete de Crise que atuará caso óleo chegue ao litoral de Aracruz

Prefeitura estrutura Plano de Ação para instituir Gabinete de Crise que atuará caso óleo chegue ao litoral de Aracruz

A prefeitura de Aracruz, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), considerando a real possibilidade de o óleo que atingiu o litoral do nordeste, chegar ao município, já deu início a uma estruturação para criar um Plano de Ação e instituir um gabinete de crise. Este plano de contingência e emergência contará com um banco de voluntários e uma rede de monitoramento, além da disponibilização de recursos humanos e infraestrutura da administração pública.

Por meio de uma parceria com o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) será realizado nesta próxima segunda-feira (4), das 9h às 12h, no Plenário da Câmara Municipal, um treinamento para os servidores de Aracruz e de Fundão.

Essa capacitação se faz necessária, em um primeiro momento, para a atuação no recolhimento do óleo, pois trata-se de uma operação que envolve muitos riscos de intoxicação. A prefeitura de Aracruz, sabendo que já foi deflagrado o Plano de Ação Estadual, buscou junto às entidades envolvidas, o apoio para esta capacitação que será proferida pelos técnicos dessas entidades.

Este é o maior desastre ambiental que já assolou o litoral do Brasil, sendo o óleo (petróleo cru), segundo investigações da Polícia Federal, foi derramado por um navio grego, porém, ainda não se sabem as circunstâncias do incidente. De acordo com o secretário de Meio Ambiente (Semam) Edgar Allan Martins, o impacto da chegada desse óleo ao litoral aracruzense não seria somente ambiental, por isso a importância do envolvimento dos servidores nessa capacitação. “Teremos também um impacto social e econômico gravíssimo, principalmente com a chegada do verão. Por isso precisaremos que nossos servidores participem desse treinamento”, ressalta.

Ainda de acordo com o secretário, “cabe destacar que com o avanço do óleo registrado nos municípios do nordeste, salvo interferências das correntes oceânicas ou de ações antrópicas, existe uma grande possibilidade, de que em uma semana, esse óleo chegue em Conceição da Barra, portanto, devemos ligar o sinal de alerta”, enfatiza.

TEXTO: Renato Lana
E-MAIL: rfaria@aracruz.es.gov.br

FONTE: http://www.pma.es.gov.br/noticia/87935/