Prefeitura de Aracruz explica questão das Escolas Cívico-Militares

Prefeitura de Aracruz explica questão das Escolas Cívico-Militares

A prefeitura de Aracruz entrou em contato com Ministério da Educação (MEC) para obter esclarecimentos sobre o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares e foi informada pela Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares que neste primeiro momento, o Governo Federal priorizará as escolas estaduais. Em um segundo momento, os estados que não indicarem suas escolas para participarem do programa, poderão ter a indicação de escolas municipais.

O MEC ainda sugeriu que caso o município tenha interesse, ele deve entrar em contato com a Secretaria de Estado da Educação para fazer o registro. Recentemente foi criado uma polêmica nas redes sociais e imprensa de que Aracruz não desejava essa escola. O que houve foi que o município não foi consultado sobre esse assunto, até porquê, como já exposto, nesse primeiro momento, somente as escolas de âmbito estadual devem se manifestar e, como explicado pelo Deputado Federal Evair de Melo, em momento algum foi-lhe pedido ou ele pediu escola cívico-militar ao Ministério da Educação.

Esse programa foi lançado pelo Governo Federal no dia 5 de setembro e prevê a implementação de 216 escolas até 2023 – 54 por ano, a começar por 2020. É o dobro do anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) no Compromisso Nacional pela Educação Básica, em julho.

A escola cívico-militar é um modelo desenvolvido para promover a melhoria na qualidade da educação básica do país. Para isso, será construído um ambiente de parcerias e de maior vínculo entre gestores, professores, militares, estudantes e até mesmo pais e responsáveis.

TEXTO: SECOM
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br

FONTE: http://www.pma.es.gov.br/noticia/87773/