Aracruz será o 11º município capixaba com Farmácia Cidadã

Aracruz será o 11º município capixaba com Farmácia Cidadã

O Projeto Farmácia Cidadã do Espírito Santo será implantado em Aracruz, que passará a ser o 11º município do Estado a ser contemplado. O prefeito Jones Cavaglieri e a secretária de Saúde, Clenir Avanza, receberam a coordenadora das Farmácias Estaduais, Lais Postay; a gerente estadual de Assistência Farmacêutica, Gabrieli Freitas; e a superintendente regional de Saúde, Cybeli Pandini, para conhecer a proposta.

O projeto ampliará o acesso aos medicamentos e irá aprimorar a qualidade dos serviços ofertados aos usuários de medicamentos de alto custo. Trata-se de um conceito moderno em farmácia pública, com maior disponibilidade de medicamentos, estrutura física adequada, ambiente climatizado, atendimento farmacêutico especializado, informatização e desburocratização, além da disponibilização de serviços pela internet e comunicação via torpedo.

Os medicamentos que estarão disponíveis pertencem ao Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, que consiste em uma estratégia de acesso a medicamentos no âmbito do SUS, caracterizado pela busca da garantia da integralidade do tratamento medicamentoso, em nível ambulatorial, cujas linhas de cuidado estão definidas nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) publicadas pelo Ministério da Saúde.

Além de Aracruz, que vai sediar a Farmácia Cidadã, por meio dela ainda serão atendidas as cidades de Fundão, Santa Teresa, Ibiraçu e João Neiva. O município aracruzense receberá anualmente R$ 30 milhões em medicamentos de alto custo. O Estado ainda vai arcar com o transporte dos remédios e a capacitação da equipe.

Os medicamentos oferecidos são diferentes daqueles ofertados nas farmácias básicas e unidades básicas de Saúde. Trata-se de medicamentos especializados, conhecidos como os de alto custo, para aquelas patologias onde já se tentou o tratamento por vias mais simples, porém sem melhorias. A farmácia funcionará na Unidade de Saúde do bairro Guaxindiba.

Por Folha do Litoral

FONTE: http://www.folhalitoral.com.br/site/?p=noticias_ver&id=8819